Últimos Posts

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Museu de Paleontologia

Museu de Paleontologia comemora 22 anos da descoberta do 1º fóssil em Marília.


Aconteceu nesta sexta-feira, 24, no Museu de Paleontologia, a comemoração dos 22 anos da descoberta do primeiro fóssil de dinossauro encontrado na região de Marília. A descoberta foi realizada em abril de 1993, pelo Paleontólogo Willian Nava, nas imediações do Distrito de Padre Nóbrega.

Nava destaca que na ocasião investigava rochas no leito da estrada de terra quando avistou alguns vestígios que chamaram sua atenção.

“Essa descoberta se confirmou como o primeiro registro efetivo da presença de dinossauros em nossa região que com o passar do tempo fez surgir um longo e bonito trabalho que já rendeu muitas matérias e resultados altamente positivos para o nome da cidade e para a ciência brasileira” disse.

Para o vice-prefeito Sérgio Lopes Sobrinho, o Museu de Paleontologia tem grande importância no cenário científico mundial, e é motivo de grande orgulho para a cidade de Marília. “Temos muito orgulho de recebermos neste Museu visitantes de todo Brasil e até mesmo do exterior. Parabenizo o pesquisador e paleontólogo Willian Nava, coordenador do Museu, assim como toda sua equipe, pelo maravilhoso trabalho que realiza frente à este Museu de Paleontologia”, destacou.

Durante a comemoração o Museu recebeu a visita de 35 crianças da Casa do Pequeno Cidadão 4, da Vila Coimbra. As crianças se encantaram com as histórias dos fósseis.

O estudante Gabriel Gonçalves de Oliveira, da cidade de Assis também presente em visita ao Museu comenta que sua paixão por dinossauros existe desde os três anos de idade.

“Comecei a gostar do assunto quando ganhei meu primeiro dinossauro de brinquedo, aos três anos de idade. Desde então comecei a me interessar sempre mais e mais. Sempre estudei muito o assunto e pesquisei em diversas fontes. Hoje compartilho com outros estudantes de minha escola todo meu conhecimento sobre dinossauros, através de mini palestras”, conta o estudante de 12 anos.

O Museu de Paleontologia fica na Avenida Sampaio Vidal, esquina com Avenida Rio Branco, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3413-6238.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Helder Cristiano Soares



30ª Noite dos Pioneiros

Influência da dança na história de Marília será o tema da 30ª Noite dos Pioneiros.

Membros do Conselho dos Registros Históricos em reunião sobre a 30ª Noite dos Pioneiros.

Acontece nesta sexta-feira, dia 24, a 30ª edição da Noite dos Pioneiros. Realizada pela Comissão Organizadora dos Registros Históricos da Câmara Municipal e da Cidade de Marília, com o apoio do Poder Legislativo, a Noite dos Pioneiros terá como palco o teatro do colégio Sagrado Coração de Jesus e como tema a influência das danças trazidas pelos imigrantes na formação do povo de Marília. Coreografias serão apresentadas a partir das 20 horas. A entrada é franca e o evento tem por objetivo preservar a memória e história da cidade, que completou 86 anos no último dia 4.

Para chegar ao tema, cronograma e toda a apresentação, a Comissão dos Registros Históricos, presidida pelo vereador José Expedido Capacete (PDT) realizou uma série de reuniões e encontros. Nesta 30ª edição o evento contará com direção artística de Márcio Martins e Letícia Rodrigues, integrantes da Escola Livre de Artes (ELAM). A história de Marília será ilustrada nos números de danças, que resgatarão em performances os ritmos trazidos pelos italianos, espanhóis, portugueses, árabes, japoneses, africanos, além das tradicionais danças brasileiras, como o forró e o samba. Todas fortemente presentes em praticamente todas as fases de povoação de Marília. De acordo com informações da equipe que coordena a 30ª Noite dos Pioneiros, para cada número de dança serão utilizados recursos em vídeo, incluindo projeções da chegada dos pioneiros e imigrantes ao município. Haverá cobertura da TV Câmara e, posteriormente, a emissora legislativa irá apresentar o evento em sua grade de programação. O tema da 30ª Noite dos Pioneiros é ‘Marília e sua história através da dança’. O evento anual ocorre com o objetivo de reconhecer o valor dos pioneiros e prestar-lhe uma homenagem através dos talentos artísticos de Marília. “A Comissão dos Registros Históricos cumpre uma função essencial: a de preservar nossa memória e nossa história. Resgatamos as histórias dos primeiros moradores através dos depoimentos que gravamos periodicamente e todo este material serve de subsídio para pesquisas, levantamentos, estudos, para trabalhos escolares e das universidades”, frisou o presidente da comissão dos Registros Históricos, vereador José Expedito Capacete. O teatro do Sagrado Coração de Jesus fica na avenida Nelson Spielmann, n.º 746, área central de Marília.

Foto Mauro Abreu.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Museu de Paleontologia

Museu de Paleontologia comemora 22 anos do 1º fóssil encontrado em Marília.


A Prefeitura de Marília, através do Museu de Paleontologia, comemora este mês os 22 anos da descoberta do primeiro fóssil de dinossauro encontrado na região de Marília. A descoberta foi realizada em abril de 1993, pelo Paleontólogo Willian Nava, nas imediações do Distrito de Padre Nóbrega. 

Nava descreve que na ocasião investigava rochas no leito da estrada de terra quando avistou alguns vestígios que chamaram sua atenção.

“Essa descoberta se confirmou como o primeiro registro efetivo da presença de dinossauros em nossa região que com o passar do tempo fez surgir um longo e bonito trabalho que já rendeu muitas matérias e resultados altamente positivos para o nome da cidade e para a ciência brasileira” disse.

A comemoração oficial reunirá autoridades e pessoas ligadas ao meio, e acontecerá nesta sexta-feira (24), às 14h, no Museu de Paleontologia, que fica na Avenida Sampaio Vidal, esquina com Avenida Rio Branco.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Batalha na Quebrada

Com a organização de Franciely Rocha, o evento acontece no próximo domingo no Espaço Cultural com apoio da Secretaria Municipal de Cultura.



Como atração principal o público poderá assistir “batalhas de hip hop”, com 33 b-boys e b-girls, sendo 5 de Marília, e o restante das cidades de Jaú, Birigui, Botucatu, Bauru, São José do Rio Preto, Tupã, Pompéia e Assis. Acontece no dia 26, das 12 às 19 horas e a entrada consiste num kg de alimento não perecível (não obrigatório) que será destinado para o Fundo Social de Solidariedade.

Segundo a organizadora Franciely, “O motivo da realização do evento é de fortalecer e divulgar a cultura do breaking em Marília, pois em nossa cidade há poucas pessoas que dançam esse estilo musical, bem como poucos eventos deste tipo, obrigando os amantes deste estilo a irem para outras cidades para participarem”.

O evento terá os quatro elementos do hip hop: B-boy (e b-girls), MC com MC Kauê, Dj com o DJSeity e o grafite, este último coordenado pelo artista já conhecido em Marília e região, Sidney Alves.

Contará ainda com a participação de três grupos de rap: Os Guerreiros MDG, Salmo 23, MB014.

O Centro Cultural Ezequiel Bambini, popularmente conhecido como Espaço Cultural fica na Av Sampaio Vidal, sn, em frente aos Correios. 

Mais informações com Franciely – 9 9654 8716

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Embu das Artes

Artistas plásticos de Marília participam de exposição em Embu das Artes.

Centro Cultural Mestre Assis do Embu abriga obras de artistas marlienses com a exposição “Grandes Artistas de Marília”


Em parceria com a Secretaria de Cultura de Marília, a Secretaria Municipal de Cultura de Embu das Artes, por meio do Centro Cultural Mestre Assis do Embu fará no dia 24 de abril, sexta-feira às 19h30 horas a abertura da exposição coletiva com cerca de quinze importantes artistas plásticos de Marília. Trata-se de um programa de intercâmbio, uma vez que Embu das Artes já realizou exposição na Galeria de Artes da cidade. 

A mostra que é itinerante e leva o nome “Grandes Artistas de Marília” porque reúne artista premiados e consagrados de Marília. A primeira mostra foi realizada em 2014 no Espaço Cultural do Marília Shopping, posteriormente, de julho ao final de agosto na Galeria Edith Santos em Garça; de setembro ao final de outubro no MAPA- Museu de Arte Primitiva de Assis e agora a convite do Coordenador Paulo Dud chega em Embu das Artes. O objetivo é que ela passe por diversos municípios.

“São obras de técnicas e estilos diversificados, que possibilitam uma visão geral sobre a produção artística nas Artes Visuais em nosso município. A exposição mostra a importância de abrir portas para que possamos mostrar o que é produzido internamente, favorecendo a troca de experiências e possibilitando intercâmbios”, disse a Secretária de Cultura de Marília, Taís Vanessa Monteiro.

Alguns dos artistas que estarão expondo cerca de 30 obras são: Alison de Sando, Aloísio Dias da Silva, André Franco, Cinara Matiotti, Claudio Dutra, Iara Regina A. Feltrin, Maria Eugênia Tanuri Caetano, Maria Neusa C. Silva, Maria Zelma Cordeiro Magagnin, Rita Magnani, Sérgio Doretto, Tais Monteiro e outros. 

Fazendo parte ainda teremos a Exposição Fotográfica “O passado no presente” de Érica Montilha que faz um trabalho de fusão de imagens do município do passado com o presente, totalizando 25 fotos. Esta mostra já esteve em cartaz na UNOPAR, no Marilia Shopping, no CCBEU, e o Polo Cultural da Sala de Embarque da Rodoviária, por entender a importância para o município, adquiriu algumas fotos como acervo permanente. 

Dez dos artistas participantes irão em comitiva acompanhados da Assessora Técnica e curadora da Exposição, Denise Campos Justino, e participarão da abertura, quando serão recebidos por autoridades, artistas embuenses e população em geral. Todos receberão um certificado de participação. A exposição permanece aberta para visitação até o dia 18 de maio e algumas obras estarão a venda.

O Centro Cultural Mestre Assis do Embu, fica no Largo 21 de Abril, 29, Centro, Embu das Artes.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Divulgação

Obra de Alison de Sando Manzoni

Obra de Aloísio Dias da Silva

Obra de André Franco

Obra de Alison de Sando

Obra de Alison de Sando

Obra de Cinara Matiotti

Obra de Marlez

Obra de André Franco

Espaço da Criança Especial

Espetáculo de Dança com a Cia Brasílica abre “O Espaço Da Criança” neste Domingo no Espaço Cultural.


Com previsão de Circulação entre abril e maio, Marilia foi uma das cidades escolhidas para receber o espetáculo contemplado no PROAc.

Fazendo parte da vasta programação do mês do Aniversário do município, no dia 19 de abril, a partir das 9h30, o Espaço da Criança que acontece todos os domingos no Espaço Cultural – com a Turma do Palhaço Catatau, receberá o espetáculo de dança “Canteiro de Obra” da Cia Brasílica, com entrada franca.

O Espaço da Criança tem ainda muita diversão e brincadeiras na programação, além de pintura facial; jogos interativos; cama elástica; pintura em desenho; distribuição de algodão doce, pipoca e refrigerante. Tudo é gratuito para os participantes do projeto.

O projeto conta também com uma parceria como Instituto Embeleze, que estará no evento com a equipe realizando cortes de cabelo gratuitamente para todas as idades.

O Espetáculo

Com Direção e produção executiva de Deca Madureira e Produção geral e administração de Lucila Poppi, o solo “Canteiro de Obra” é inspirado na imigração nordestina para propor reflexões sobre as características sociais, culturais e políticas que formam a cidade de São Paulo. 

As questões propostas - Quem ergue uma cidade? Quem constrói uma comunidade? Quais elementos formam uma pessoa? – parte da investigação e reflexão feita pelo bailarino sobre a inserção do imigrante no mercado de trabalho (possibilidades limitadas para alguns e melhores para outros), da observação de um grande número de nordestinos, trabalhadores de mão de obra na construção civil, limpeza, serviços comuns em comércios, no transporte público. E de que, em seguida, somos capazes de lembrar daqueles que atuam no campo das artes: música, dança, teatro. Mas também existem imigrantes e descendentes deles, engenheiros, arquitetos, empresários, médicos, mas por que não nos lembramos disso tão automaticamente? Por que imigrantes nordestinos, independente da área de atuação e do tempo em que vivem na cidade, são muito lembrados pela sua origem geográfica e nem tanto pelo papel que desempenham em uma sociedade? 

O bailarino explora o espaço levando em seu carrinho de mão as ‘ferramentas’ do seu trabalho, levando o público a um canteiro de obra onde, além de se deparar com experimentações sonoras e rítmicas baseadas em uma construção civil, irá se surpreender com um operário que mergulha na sua rotina e utiliza suas essências culturais e artísticas como ferramentas criativas, construindo seu entorno e reconhecendo a ele próprio. 

Com “Canteiro de Obra” a Cia foi contemplada no ProAc 19/2014 – Concurso de Apoio a Projetos de Difusão e Circulação de Espetáculo de Dança no Estado de São Paulo com Circulação estadual (SP), de Fevereiro a Maio/2015, Dança à Deriva – 2ª Mostra Latino-Americana de Dança Contemporânea São Paulo (SP), Centro de Referência de Danças de São Paulo (CRDSP), Ocupação do Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) – Cariri, 2013/2014 - Polo Cariri (CE) Brejo Santo, Nova Olinda, e Juazeiro do Norte e no SESC São José dos Campos, todos em 2014; Teatro Sérgio Cardoso, Galeria Olido em 2013; no Projeto Deguste Tugudum de Campinas e Festival de Inverno de Garanhuns – Realização: FUNDARPE, em 2012; no TUCA, PUC-SP e Galeria Olido, Centro de Dança Umberto da Silva, em 2011; no Festival Contemporâneo de Dança, Projeto Teorema e no ENTORNO – Encontro Latino Americano de Dança Contemporânea, em 2010. 

“Escolhemos Marília como uma das cidades a serem visitadas com o espetáculo, esperamos que a população prestigie e que venham conhecer nosso projeto”, disse Lucila Poppi.

Quem quiser conhecer um pouco mais do trabalho, visite: 
site - http://vimeo.com/100472358, Blogs:www.artebrasilica.blogspot.com, 
Fotos: www.flickr.com/brasilica, Vídeos: www.youtube.com/ciabrasilica ou Facebook: www.facebook.com/ciabrasilica.

Serviço
Evento: O Espaço da Criança – com participação especial da Cia Brasílica
Horário: das 9h30 às 12h
Local: Espaço Cultural e de Lazer Ezequiel Bambini – Avenida Sampaio Vidal, em frente ao SENAI

Entrada Gratuita!



Vistoria Teatro Municipal

Prefeito vistoria reconstrução do Teatro Municipal. 
Obra deverá ser entregue no início de 2016; reforma foi abandonada pelo último governo.

Prefeito Vinicius e secretários vistoriam projeto de reconstrução do teatro.

O prefeito de Marília, Vinicius Camarinha vistoriou na tarde desta quarta-feira (15) a obra de reconstrução do Teatro Municipal ‘Waldir Silveira de Mello’. Após a assinatura da ordem de serviço, no final de março a empresa Sercal Engenharia, vencedora da licitação, já está com o trabalho em ritmo acelerado e a expectativa de entrega da obra é para o primeiro trimestre do ano que vem.

“Estou acompanhando de perto a reconstrução do nosso teatro, lembrando que quando assumimos a reforma estava abandonada há cinco anos, abandono que trouxe sérios prejuízos para a infraestrutura do prédio. Infelizmente não se pode aproveitar nada do antigo teatro, poltronas, estofados, madeira todos foram destruídos pelo tempo, pela chuva que caiu no interior do prédio”, disse o prefeito, que destacou ainda que a reconstrução só está sendo possível graças à parceria com o governador Geraldo Alckmin que autorizou o recurso de R$ 2 milhões para a obra.

“Licitamos o melhor projeto, será um espaço acessível, moderno, totalmente revitalizado. O novo teatro será fundamental para a cultura e entretenimento da nossa cidade. Estamos quebrando um verdadeiro tabu. A empresa vencedora da licitação é especializada e responsável pela construção e reforma de grandes teatros”, destacou Vinicius.

A empresa Sercal Engenharia responsável pela obra entregou, inclusive, no mês passado um dos maiores teatros do Brasil, o ‘Dragão do Mar’, de Fortaleza, com capacidade para três mil pessoas.

Acompanharam o prefeito na vistoria os secretários Valéria de Melo Viana (Planejamento UIrbano) e Eduardo Berriel (Obras).

“Nosso teatro terá 438 lugares, serão poltronas modernas e confortáveis, o palco está sendo totalmente reformado, com boca de cena que passará de 3,8 metros para 5 metros de altura. A acessibilidade será também um diferencial e espaços como sanitários, camarins e entrada serão modernizados”, revelou o chefe do Executivo.

Vinicius ainda ressaltou que está na fase de oitivas de testemunhas a sindicância aberta pelo atual governo para investigar o abandono da obra do teatro municipal.

“Solicitamos uma investigação para apurar a responsabilidade com o abandono da obra, tão esperada por toda a comunidade mariliense”.

O prefeito concluiu afirmando que além da reconstrução do teatro, a Praça da Bandeira, área anexa ao teatro receberá grande revitalização, como limpeza, pintura, troca de iluminação e vegetação. “Vamos modificar e melhorar todo esse espaço, reformando o prédio da Biblioteca e do Museu de Paleontologia, além da área de embarque e desembarque do teatro municipal.”, concluiu Vinicius Camarinha.

Equipe da Sercal Engenharia trabalha na reconstrução do teatro.

Mobiliário antigo e destruído do teatro não poderá ser reaproveitado; reconstrução significará modernidade para a cultura local.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Wilson Ruiz

Endereço

Rua Lupércio Garrido, 44 - B. Barbosa
Marília/SP
CEP: 17.501-443

Contato

Fone: (14) 3402-6600
E-mail: sc@marilia.sp.gov.br
Facebook: Secretaria da Cultura Marília

Atendimento

De Segunda a Sexta
Das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30.

Blog melhor visualizado em 1600 x 1024 pixels e zoom em 100%

Mais Template - Designed: Blogger Templates - Curioso Curiosidades