quinta-feira, 24 de maio de 2018

Unesp de Marília terá III Semana Acadêmica Africana



O Centro Acadêmico de Relações Internacionais (CARI) "Diplomata Sérgio Vieira de Mello" da Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp, Campus de Marília, realiza, conjuntamente com o Departamento de Ciências Políticas e Econômicas (DCPE), Departamento de Sociologia e Antropologia (DSA), Núcleo Negro da Unesp para Pesquisa e Extensão (NUPE) e Secretarias Municipais de Assistência Social, Cultura e Direitos Humanos da Prefeitura de Marília e UNIMAR e FAJOPA, nos dias 28 a 30 de maio, a "III Semana Acadêmica Africana da Unesp de Marília", focada nas relações do Brasil com os Países Africanos Anglófonos de Língua Inglesa.

De acordo com a organização da Semana, este evento tem por objetivo principal promover o diálogo e o debate nas perspectivas política, sociocultural e econômica entre o Brasil e os países africanos de língua oficial inglesa com a finalidade de reforçar a mútua cooperação sul-sul, além de provocar reflexões e discussões sobre temas relacionados à população Afro-Brasileira. Também busca possibilitar a oportunidade e a experiência aos discentes do curso de Relações Internacionais da Unesp de Marília de organizarem a recepção oficial a visitantes ilustres como embaixadores e embaixadoras.

No decorrer do evento, segmentos da comunidade mariliense participam das atividades em vários níveis: autoridades municipais nas atividades oficiais aos visitantes ilustres; professores e estudantes em geral das atividades acadêmicas e culturais; membros de movimentos ou entidades ligados aos movimentos negros das atividades acadêmicas e culturais.








13ª edição do Recreio Urbano acontece neste domingo




O Recreio Urbano é um evento que envolve esporte, música, grafite, exposição e muita cultura, tudo gratuito para a população. A 13ª edição da festa acontece neste domingo (27), a partir das 14h, na Pista Pública de Skate da São Miguel e conta com a parceria da Prefeitura de Marília por meio das Secretarias: Esportes, Lazer e Juventude e Cultura.

Segundo o organizador do evento e ativista do skate – Guilherme Galvo dos Santos. As atrações deste ano são as bandas Nahua, Charlie Brown JR Cover, além de skate, slackline, grafite, Rap, Dj´s, parede de escalada,  praça de alimentação e exposições de carro e de fotografia.

“ Tenho certeza que será um grande evento, estamos organizando tudo com muita dedicação. E o grande legado desse evento é a revitalização da Pista de Skate que está sendo realizada pela Secretaria de Esportes e pelos skatistas. O evento é gratuito, fica o convite para todos”, disse Guilherme.

O Recreio Urbano é uma realização do Brisk Skateboard, Wise Skate, Dean Skate e conta com diversos apoiadores. 


quarta-feira, 23 de maio de 2018

Feira Noturna Pôr do Sol recebe apresentação de sapateado e música nesta quinta-feira




A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, realiza nesta quinta-feira (24) partir das 19h, na feira Pôr do Sol (Av. das Indústrias), apresentação de música ao vivo, com Cia do Samba e apresentação de sapateado, com Batukedopé Espaço de Arte e Sapateado.

Segundo o Secretário Municipal da Cultura, André Gomes, a Feira Noturna é um espaço consolidado no cenário de Marília, que possui um grande público.

“A apresentações de música e sapateado permitem que a população tenha acesso à arte de qualidade. E este é um projeto que também valoriza os artistas da cidade. É uma alternativa gratuita e de qualidade para a população”, disse André Gomes.

Segundo Valéria Sanches, diretora do Batukedopé, dia 25 de maio é comemorado Dia Internacional do Sapateado. “Organizamos uma semana cheia de atividades, com o objetivo de divulgar o sapateado, reverenciar os mestres, oficinas e filmes sobre essa arte. Uma dessas ações foi carinhosamente planejada para acontecer na Feira Noturna e queremos convidar a população para prestigiar”.

Serviço: A Feira Noturna Pôr do Sol é realizada às quintas-feiras na Avenida das Indústrias, das 17h às 22h. As apresentações acontecem à partir das 19h.





Texto: Comunicação Secretaria da Cultura
Fotos: Divulgação

Biblioteca Municipal de Marília é sede de curso de capacitação do Siseb




A cidade de Marília foi sede nesta terça-feira (22) do curso “Monitoramento e Avaliação de Ações de Biblioteca”, promovido pelo Siseb (Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo).

O evento foi realizado na Biblioteca Pública João Mesquita Valença, que fica na rua São
Luiz, 1.295, esquina com a rua São Carlos, no centro de Marília, e reuniu profissionais de biblioteca, salas de leituras e programas de incentivo à leitura de diversas cidades da região.

O objetivo do curso foi realizar uma avaliação qualitativa e quantitativa para o planejamento estratégico e o desenvolvimento cultural e social da biblioteca, como explica a coordenadora Rosane Fagotti Voss.

“Este curso é muito importante, pois recebemos pessoas de várias cidades da região e podemos trocar experiências, fazendo um intercâmbio de práticas em outros municípios, além de divulgarmos a nossa biblioteca e todos os serviços que oferecemos”, afirmou a coordenadora.

Rosane Voss informou também que a biblioteca municipal tem 13 projetos permanentes. “São 13 ações que acontecem diariamente na nossa biblioteca e, com essa capacitação, podemos avaliar, quantificar e melhorar os nossos projetos e serviços que são oferecidos à comunidade de Marília.”

O curso foi ministrado pelo Instituto Fonte, por meio de Martina Rillo Otero e Joana Zartz Mussi. Além de Marília, o evento será realizado em mais duas cidades: Lençóis Paulista (dia 23) e Sertãozinho (dia 24).

“Marília fez a sua inscrição para ser uma das sedes e foi escolhida por atender todos os requisitos do Siseb, como espaço adequado, banheiro com acessibilidade, biblioteca acessível, internet, entre outros, além de estar sempre participando de capacitações em outras cidades”, disse Rosane.




Fotos: Mauro Abreu/Assessoria de Imprensa PMM

terça-feira, 22 de maio de 2018

Sessão Pontos MIS apresenta filme “Bodas de Papel” nesta sexta-feira




A Secretaria Municipal da Cultura, em parceria com o Museu da Imagem e do Som (Pontos MIS), exibe nesta sexta, dia 25, às 20 horas na Sala de Projeção Municipal (Av Sampaio Vidal 245 - piso superior, com entrada pelo Museu de Paleontologia), o “Bodas de Papel”, com direção de  André Sturm. A entrada é gratuita.

O filme, de 2008, tem em seu elenco os atores Helena Ranaldi, Dario Grandinetti, Walmor Chagas, Imara Reis, Sergio Mamberti, Antônio Petrin, Angela Dip, Natália Lorda, entre outros.

“Pontos MIS” é um programa de circulação e difusão audiovisual que visa promover a formação de público e a circulação de obras do cinema. Estabelecendo parcerias para criar pontos de difusão audiovisual espalhados pelo Estado. O programa é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som - MIS e as cidades do Estado, com objetivo de democratizar o acesso ao cinema, a fim de contribuir para a formação de plateias, a difusão de filmes e o estímulo à produção local.

O MIS entra com a programação e o material de divulgação e a cidade com a infraestrutura necessária (espaço adequado para as exibições, equipamentos, equipe e divulgação local).

Sinopse:

Candeias é uma cidade que não deveria mais existir, visto que estava prevista para desaparecer sob as águas devido à construção de uma usina hidrelétrica. Nina (Helena Ranaldi) está de volta à cidade, após um bom tempo longe. Em um dia de forte temporal conhece Miguel, um arquiteto
argentino que está pela primeira vez no local. Logo eles se apaixonam, sem imaginar o futuro que os aguarda.

Serviço:

Sessão Pontos MIS
Exibição do Filme: “Bodas de Papel”
Dia: 25/05 – 20h
Local: Sala Municipal de Projeção (Av Sampaio Vidal 245 - piso superior, com entrada pelo Museu de Paleontologia).
Entrada gratuita





Texto: Comunicação Secretaria da Cultura
Fotos: Divulgação



segunda-feira, 21 de maio de 2018

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Abertas inscrições para o 2º Concurso Miss Gay 2018 de Marília



Estão abertas até dia 23 de maio as inscrições para o Concurso Miss Gay 2018 de Marília. Organizado pelo coletivo Arco– Íris e apoio da Secretaria da Cultura, tem o objetivo de valorizar e dar visibilidade à beleza da população LGBT.

Podem se inscrever jovens de 18 a 30 anos e serão eleitos vencedores de três categorias:
Miss Gay (transformistas): Que são os homossexuais que se transveste com a finalidade artística; Miss Trans: Pessoas que fazem o uso de hormônio e mudanças corpóreas; e Mister Gay: Homens que se autoafirmam como homossexuais.

O concurso acontecerá no dia 06 de julho no Teatro Municipal, e cada vencedor de categoria receberá a premiação em valor de R$ 500,00, faixa e coroa.

O link para o regulamento e a ficha de inscrição está disponível no final deste post, devendo ser encaminhada para o e-mail: missemistergmarilia@gmail.com.

Os interessados podem ainda obter informações na Secretaria da Cultura (14) 3402-6600, com Luciana.


Visibilidade T


Mês de maio é o mês de comemoração da visibilidade T, e a Secretaria da Cultura através de coletivos LGBTs, promove ações afirmativas de 1º de maio até 08 de junho, realizando exposições, cinema, encontros e concursos de beleza Miss Gay, com objetivo de trazer a visibilidade e o combate à homofobia a uma população que sofre preconceitos e violências no diz respeito ao acesso no mercado de trabalho, à política pública, educação, e à saúde.

Secretário da Cultura, André Gomes, reforça a “necessidade de se pensar ações de combate ao preconceito e tornar os direitos à cidadania LGBTs como realidade concreta e dever do estado e da sociedade, assim como garante Constituição. Estas parcerias com entidades LGBTT contribui para avanço das políticas públicas, principalmente do nosso município, por isso se faz urgente. Enquanto esta população vem sendo morta e  excluída de seus direitos,  sofrendo ataques de violência por conta da ignorância humana, o poder público, através da  cultura, cumpre papel social de educação e humanização destas relações através de ações”.

Segundo Jeferson Martini do Coletivo Arco-Íris, “devemos nos humanizar e acabar com a cultura do ódio, da violência e do medo. Vivemos em uma época que devemos fazer justiça, devemos falar mais, e nos auto afirmar, para promover mudanças ousadas na sociedade e em busca de uma sociedade humana e democrática. Essas parcerias são bem vindas, fazendo com que todo conjunto da sociedade possa refletir e conviver respeitando toda a diversidade sexual. Isto é cidadania e inclusão.”


Outras programações


Abrindo o mês da visibilidade T a Biblioteca Municipal de 1 a 30 de maio conta com a exposição “História do Movimento LGBT em Marília”, realizado pela Ong Colors e Coletivo Arco-Íris, com fotografias dos fotógrafos Lorenzo Cunha, Marcos Piva e Gui Paiva contando a história do movimento LGBTT de Marília, 1ª Parada da Diversidade junto com a corte, madrinha Chris Zanelatti, Princesa Dani Glamour, e acervo pessoal relacionadas às primeiras Drags de Marília como famosa Barbarela e  Serena, além de obras literárias e filmes relacionados ao tema.

Coletivo Arco-Íris promove ainda uma série de palestras de 14 a 18 de maio, na Semana de Luta contra a Homofobia. Para acessar a programação completa acompanhe a página no perfil do Facebook do Coletivo Arco-Íris Diversidade Marília.

Parceiro da Semana de Luta, a Defensoria Pública (na Av. Sampaio Vidal, 132) realiza dia 17 de maio mutirão gratuito de retificação de nome e sexo, com distribuição de senhas das 8h até as 9h30.

Dia 06 de junho haverá Miss Gay 2018 no Teatro Municipal de Marília, a partir das 19h, entrada gratuita com 1kg de alimento.

E dia 08 de junho, a Sala Municipal de Projeção “Emílio Pedutti Filho” (Av. Sampaio Vidal ,245-piso superior, entrada pela Av. Rio Branco), apresentará gratuitamente às 20hs a Sessão Pontos MIS, com o documentário Divinas Divas.

 As Divinas Divas são ícones da primeira geração de artistas travestis no Brasil dos anos 1960. Um dos primeiros palcos a abrigar homens vestidos de mulher foi o Teatro Rival, dirigido por Américo Leal, avô da diretora. O filme traz para a cena a intimidade, o talento e as histórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral de uma época.



Texto: Comunicação Secretaria da Cultura








SESSÃO INCLUSÃO: ADEVIMARI apresenta filme O Palhaço com audiodescrição para deficientes visuais




A ADEVIMARI (Associação dos Deficientes Visuais de Marília) apresenta o filme O Palhaço em sessão única e especial com audiodescrição nesta sexta feira, dia 18 de maio, às 19h, Sala de Projeção Municipal “Emílio Pedutti Filho” (Av Rio Branco 245, piso superior – entrada pelo Museu de Palentologia). A sessão conta com apoio da Prefeitura de Marília,por meio da Secretaria da Cultura, Cine Cultura e Clube de Cinema. Entrada gratuita.

O filme O Palhaço, lançado em 2011 e escrito e dirigido por Selton Mello, conta com o recurso da audiodescrição. Altamente premiado, este é o segundo filme de Selton Mello como diretor e conta uma emocionante história de um palhaço de circo em busca de sua identidade. Trata-se de uma verdadeira homenagem ao humor brasileiro, cheio de referências a grandes mestres, ao mesmo tempo com uma linguagem cinematográfica sofisticada e moderna, remetendo muito a diretores como o acalmado norte americano Wes Anderson.

Com esta iniciativa, a ADEVIMARI espera incentivar que os deficientes tomem gosto pelas artes cada vez mais e, acima de tudo, se sintam representados e tenham acesso à cultura. Da mesma maneira, espera incentivar que a sociedade como um todo perceba a importância de medidas como a adaptação das salas de cinema para inclusão de todas as pessoas e cobre a adoção imediata dessas medidas.

Sistema de audiodescrição

Em 2017, aproximadamente 181 milhões de pessoas renderam aos cinemas brasileiros uma renda de R$ 2,7 bilhões. Mas uma parcela da população fica de fora deste mundo mágico: os deficientes visuais.

E não é por falta de interesse. Muitas pessoas com baixa visão e cegos gostam muito da sétima arte e acompanham filmes e séries na televisão. Porém, ir a uma sala de cinema torna-se um pouco mais complicado. O deficiente visual depende de uma segunda pessoa para ir lhe dizendo o que se passa na tela, principalmente em cenas onde não há diálogo. E conversa, por mais que seja um cochicho, na sala de cinema acaba incomodando as outras pessoas. Foi pensando nisso que surgiu a audiodescrição.

A audiodescrição é uma ferramenta que permite ao deficiente visual “enxergar” não só em filmes, mas também em peças de teatro, programas de TV, desfiles de moda ou qualquer evento cultural.

No caso do cinema, a audiodescrição descreve as cenas, os ambientes, os personagens, as mudanças de tempo e espaço, a iluminação e as articulações de planos, tudo isso entre as falas do filme.

Desde 2016 uma lei tramita no legislativo para obrigar que todos os cinemas disponham de uma porcentagem de suas salas com recursos para deficientes visuais e auditivos. Enquanto a lei não entra em vigor, os deficientes visuais se viram como podem para curtir um bom filme.





sexta-feira, 11 de maio de 2018

Sábado é dia de Encontro do Rock no Espaço Cultural



Acontece neste sábado, 12, mais uma edição do evento Encontro do Rock, a partir das 20h30, no Espaço Cultural e de Lazer Ezequiel Bambini (Av. Sampaio Vidal – em frente ao Senai). A entrada é gratuita.

Esta edição do evento contará com apresentação das bandas Jack Rock e Mr. Rocks.

Mr. Rock’s é um power trio mariliense que há três anos realiza um trabalho nas principais casas de show de Marília e região. Formado por Guilherme Almeida (baixo), João Braga (bateria e voz) e Reinaldo Navarro (guitarra), a banda possui influências no hard rock, com uma proposta diferenciada: um show para relembrar as diversas eras do rock n’ roll, dos anos 50 e 60, classic rock dos anos 70, os anos 80 com suas baladas e temas de filmes, bem como sucessos das décadas mais atuais.

Já a banda Jack Rock, foi criada em novembro de 2017, unindo músicos das cidades de Garça e Marília, para tocar os grandes clássicos do Rock de todos os tempos, nacionais e internacionais, misturando Queen, Kiss, Led Zeppelin, Iron Maiden, Black Sabbath, Legião Urbana, Barão, Capital Inicial.

Tem como integrantes: Junior Gonsalves no contrabaixo, Milton Hirota na guitarra base, Pedro Paris na guitarra solo, Thiago de Souza no vocal e Gabriel Tivo na bateria e vocal.

O evento é realizado pela Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria da Cultura, e organização de Ricardo Verceloni e Rosilene Tesseroli. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 3451-5325  e  99691-7305.


Serviço

Encontro do Rock
Dia: 12 de maio
Horário: 20h30
Local: Espaço Cultural e de Lazer Ezequiel Bambini (Av  Sampaio Vidal – em frente ao Senai)
Entrada gratuita




Texto: Comunicação Secretaria da Cultura
Fotos: Divulgação

quinta-feira, 10 de maio de 2018

“Toque de Senzala” acontece sexta-feira e resgata cultura e tradições da cultura afro-brasileira




Nesta sexta-feira, 11 de maio, às 20h, o Teatro Municipal recebe a 2ª edição do projeto “Toque de Senzala - Onde Tudo Começou", organizado pelo grupo de religião de matrizes africanas Templo de Umbanda Caboclo Cobra Coral do Pai Maicon, com apoio da Secretaria Municipal da Cultura. A entrada é 01 kg de alimento não perecível.

O evento apresentará a história da mitologia africana, danças, capoeira, samba e cantigas, além
de  palestra que irá tratar a importância de combater o preconceito racial e a intolerância religiosa. O projeto contará também com presença do grupo Stylo Black, da cidade Tupã - Projeto Afrofest e também ligado a ONGUMONT ganhadora do edital do PROAC da Secretaria Estadual da Cultura.


Maio, mês de combate ao racismo e a intolerância, de reflexão em memória e resistência, quando completa 130 anos da abolição da escravatura no Brasil (13 de maio), ultimo país aderir à liberdade aos negros africanos que foram escravizados neste país, sendo mês de realização de atividades e ações afirmativas organizadas pelo movimento negro e poder público.

Segundo Pai Maicon, do Templo de Umbanda Caboclo Cobra Coral, o “Projeto Toque de Senzala foi incluído na agenda cultural do município através do projeto de Lei de autoria do vereador Mauricio, com apoio e reconhecimento da Câmara Municipal. Este é mais um projeto de conquista ligada aos terreiros de Marília e região, importância imensurável e histórica mostrando que os povos tradicionais e de religiões africanas estão ocupando espaço legítimo, resgatando aquilo que a história tentou apagar, pois representamos a resistência negra dos quilombolas que lutam contra todas as injustiça e perseguições, e que agora tem uma   retratação histórica  em memória de Zumbi do Palmares” .

“Nada como trabalhar a temática sensibilizando a sociedade sobre esta importante questão, que traz heranças e tradições culturais, intrinsecamente ligadas a questões sociais e culturais, nossa identidade brasileira”, disse André Gomes, secretário da Cultura de Marília.

Haverá artesanatos relacionados à religião de matrizes africanas e presença de artesãos indígenas da Aldeia Tereguá.

Programação:

20h- Abertura Cantora Sambista Jô Moura – canções de Samba de Malandro e homenagem aos Orixás

20h15-Cia de dança Stylo Black- cidade Tupã- Projeto Afrofest/PROAC

20h30-Toque de Senzala “Onde Tudo Começou” teatro que contará historia sobre a mitologia africana

21h-Palestra com Baba Diego de Odé da cidade de Itapevi: estudioso de Matrizes Africanas e Povos Iorubás

21h30-Capoeira Marília Brasil Mestre Pereira


Serviço:

Toque de Senzala “Onde Tudo Começou”
Local: Teatro Municipal
Dia: 11 de maio – 20h
Entrada: 01 Kg de alimento não perecível




Texto: Comunicação/ Secretaria da Cultura
Fotos: Divulgação

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Sala de Projeção exibe “O Som ao Redor” na Sessão Pontos MIS

A Secretaria Municipal da Cultura, em parceria com o Museu da Imagem e do Som (Pontos MIS), exibe gratuitamente nesta sexta, dia 11, às 20 horas na Sala de Projeção Municipal (Av Sampaio Vidal 245 - piso superior, com entrada pelo Museu de Paleontologia), o “O Som ao Redor”, com direção de Kleber Mendonça Filho.
“Pontos MIS” é um programa de circulação e difusão audiovisual que visa promover a formação de público e a circulação de obras do cinema. Estabelecendo parcerias para criar pontos de difusão audiovisual espalhados pelo Estado. O programa é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som - MIS e as cidades do Estado, com objetivo de democratizar o acesso ao cinema, a fim de contribuir para a formação de plateias, a difusão de filmes e o estímulo à produção local.
O MIS entra com a programação e o material de divulgação e a cidade com a infraestrutura necessária (espaço adequado para as exibições, equipamentos, equipe e divulgação local).



Sinopse:

A presença de uma milícia em uma rua de classe média na zona sul do Recife muda a vida dos moradores do local. Ao mesmo tempo em que alguns comemoram a tranquilidade trazida pela segurança privada, sob liderança de Clodoaldo (Irandhir Santos), outros passam por momentos de extrema tensão. Simultaneamente, casada e mãe de duas crianças, Bia (Maeve Jinkings) tenta encontrar um modo de lidar com o barulhento cachorro de seu vizinho.

Serviço:
Sessão Pontos MIS
Exibição do Filme: “O Som ao Redor”
Dia: 11/05 – 20h
Local: Sala Municipal de Projeção (Av Sampaio Vidal 245 - piso superior, com entrada pelo Museu de Paleontologia).
Entrada gratuita

Texto: 
Comunicação Secretaria da Cultura
Fotos: Divulgação


Trailler oficial: